Poesia - Cacos Horrorosos


1 min de leitura
17 Oct
17Oct

Poesia Livre
Título: Cacos Horrorosos
Autor: Pastor Reginaldo Santos
Data: 16 de outubro de 2020


Uma sociedade queixosa,

Que deu as costas para Deus,

Um dia abraçou o mote:

“Melhor que fazer é quebrar!”



Foi em tempos não muito longínquos 

Quando moderno era rejeitar

Cansada, seguiu nova fase:

“Moderno agora é quebrar!”


Em seu insano intento

Movida por ira e rancor

Nada deixou com sossego

Nem família, nem fé, nem pudor.



Ao ver crianças sem rumo,

A violência a avançar,

Nem mesmo pesa sua culpa,

Segue a missão de quebrar.


“Que mundo ruim” eles dizem.

Acusam, desferem golpes no ar.

Apontam o dedo em riste:

“Alguém vai ter que pagar”



Pobre pós-modernismo!

Quebrou tudo,

E agora estranha os cacos.