crônica - Insônia


4 min de leitura

Crônica

Autor: Pr. Reginaldo Santos

Data: 03 de novembro de 2020


Insônia


— ...Por que você acha que o Edmundo age assim? Parece tão desconfiado de tudo.

— Sei lá! O sujeito é demasiadamente meticuloso. Acredita que ele ainda vira para o lado quando vai tirar dinheiro da carteira perto de alguém? 

— Sério?!

— Pois é! Se ele não fosse meu amigo há muito tempo, e eu não o conhecesse bem, diria que é arguto. Porém, o que vejo mesmo nele é ingenuidade. Uma inocência que o faz parecer um Forest Gump andando pelas ruas da vida moderna, cercado de câmeras e senhas fracas para digitar. Ele nem se dar conta da fragilidade do seu sistema pessoal de segurança.

— Coitado!

— Sim. Seu medo de estar sendo vigiado é tão grande que afeta muito sua rotina diária. Seu trabalho, sua família, seus amigos, sua saúde e até seu sono, tudo é afetado.

— Como você sabe disso?

— Ele mesmo me contou. Segundo ele, o gatilho de todo seu pânico ocorre à noite, antes de ir para cama, logo após o jantar. 

— Estranho, não é?

— Com certeza! Mas vou contar o que ele me disse e você verá que faz todo o sentido. Todos os dias, com a precisão de um relógio suíço, ele liga a sua TV de última geração e assiste das 19:00h a 01:00h da madrugada, um após outro, a todos os telejornais que sua assinatura oferece.  Em seis horas ele fica por dentro das notícias sobre os principais mesmos crimes, desastres naturais, escândalos, sobe e desce da economia, epidemias e dos sucessos e fracassos do seu time do coração.

— Que horror! E por que ele não muda essa rotina? Diz isso a ele!

— Espere! Espere eu terminar. Eu já tentei. Certa vez questionei por que ele não ver um filme e sabe o que respondeu? Ele disse que isso é uma perda de tempo: "— A ficção afasta do mundo real as massas alienadas. Eu só gosto de jornais. Jornais trazem fatos. Só falam a verdade."

— Meu Deus, como é que ele consegue suportar?

— Não faço nem ideia. Mas o resultado é que quando termina ele está em pânico e demora horas para pegar no sono pensando em como irá se proteger dos impostos, dos hackers, dos banqueiros, dos políticos, das vacinas, dos Iluminatis, do Pix, da China, do Papa... 

— Nó! É cansativo para o sujeito. 

— ...Muitas vezes ele adormece ali mesmo, mas ao recobrar a consciência levanta sob a luz da TV na sala escura, confere se trancou a porta, programa seu relógio de monitoramento (desses que registram todos os lugares onde você anda, quantos passos deu no dia e como estão seus batimentos cardíacos) e...

— Agora fiquei curioso para saber como essas noites de terror terminam.

— ...Bom, ele levanta sua mão para a TV e ela desliga.

— O quê? Mas, como assim?

— É que a televisão dele é programada para reconhecer gestos. Basta ele configurar a câmera dela para ficar sempre ligada, filmando o que se passa na sala; há! e o áudio também, ouvindo tudo o que se fala no ambiente. Feito isso é só comandar por gestos e voz que ela obedece?

— E isso é seguro?

— Não sei. Mas deve ser. Afinal, quem iria querer monitorar a casa dele? Ele é só um cidadão comum. Só posso dizer que, segundo ele, somente depois de todo esse ritual ele consegue deitar, a cada noite dizendo para si mesmo: "Estou seguro; por hoje escapei!".


Essa é a realidade de muita gente em nossos dias. As pessoas estão assustadas, com medo do futuro e buscando, cada uma a seu modo, livrar-se desse incômodo sentimento de incapacidade para mudar as coisas.

Nesse cenário surgem aqueles que pensam ser a única saída trancar bem as portas, sejam elas reais ou imaginárias. Para outros fugir para o campo, deixando para trás a violência, a carestia e a solidão das cidades é a melhor opção. Alguns, no entanto, recorrem a ansiolíticos, e em casos mais graves, às drogas.

Porém, sempre haverá uma brecha esquecida; uma porta não vigiada, pois absolutamente ninguém é capaz de proteger a si mesmo ou a quem ama do volume de ameaças e problemas dos dias modernos. Nesse cenário qual seria a resposta para os que sofrem a ponto de não dormir em paz a noite?

A Bíblia fala do rei Davi como um homem de Deus, mas também como alguém sempre cercado de inimigos. Eles surgiam em meio a guerra; por vezes estavam entre seus amigos, e até dentro da sua família. 

Parte da vida Davi passou fugindo de Saul, um rei amargurado e invejo que o perseguia por ver como Davi era abençoado por Deus. Então, fugia de uma cidade para a outra, muitas vezes tendo que dormir alerta, pois a qualquer momento um exército poderia atacá-lo e tirar sua vida. No entanto, apesar de tantas razões para ter medo, são deles as palavras do Salmo 4:8:

"Em paz me deito e logo pego no sono, porque, Senhor, só tu me fazes repousar seguro."


Como ele conseguia dormir sob a ameaça da morte? Enquanto ele dormia planos eram forjados para destruí-lo, mas ele repousava. Como? O segredo de Davi consistia em descansar no Deus que não dorme e promete cuidar daqueles que nele esperam, até enquanto dormem:


Salmos 127:1,2 

"Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.


Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem."



Na angústia ou no medo, recorra à oração. Deus deve ser a última lembrança que devemos levar para a cama antes de dormir. Invoque o nome de Jesus Cristo e peça seu socorro. Derrame suas lágrimas, confesse suas fraquezas, peça perdão dos seus pecados.

Faça isso de coração, com fé, todos os dias e ele te guiará no que deves fazer. Se você tem uma Bíblia em casa ou no celular, leia nela alguns versículos, diariamente, começando no evangelho de João. 

Por fim, creia no que está escrito no Salmo 37. Deixarei aqui um trecho dele e um link para você ler o texto completo.

Salmos 37:32-40 

"O perverso espreita ao justo e procura tirar-lhe a vida.
Mas o Senhor não o deixará nas suas mãos, nem o condenará quando for julgado.


Espera no Senhor, segue o seu caminho, e ele te exaltará para possuíres a terra; presenciarás isso quando os ímpios forem exterminados.


Vi um ímpio prepotente a expandir-se qual cedro do Líbano.


Passei, e eis que desaparecera; procurei-o, e já não foi encontrado.


Observa o homem íntegro e atenta no que é reto; porquanto o homem de paz terá posteridade.


Quanto aos transgressores, serão, à uma, destruídos; a descendência dos ímpios será exterminada.


Vem do Senhor a salvação dos justos; ele é a sua fortaleza no dia da tribulação.


O Senhor os ajuda e os livra; livra-os dos ímpios e os salva, porque nele buscam refúgio."


Leia o Salmo completo clicando neste link Salmos 37:1-40